David Esteves

Nasceu em 1994. Tem o curso de Interpretação da Escola Profissional de Teatro de Cascais e frequentou a licenciatura em Teatro na Escola Superior de Teatro e Cinema.

Estreou-se profissionalmente em 2013, com o Teatro Experimental de Cascais em Marat/ Sade de Peter Weiss, com encenação de Carlos Avilez, tendo integrado o elenco da companhia no ano seguinte, destacando-se o trabalho em ICTUS de Miguel Graça.

Em 2014 participou ainda em Cassiopeia de Miguel Graça (encenação de Pedro Caeiro), e em 2015 em Se eu não fechar os olhos de Miguel Graça (encenação do próprio) e em Depois o Silêncio de Arne Lygre (encenação de Álvaro Correia). Em 2016 participou em Minotauro de Miguel Graça (criação do próprio e Jani Zhao). Em 2017 participou com os Artistas Unidos em A Estupidez de Rafael Spregelburd (encenação de João Pedro Mamede) e em Dédalo de Miguel Graça (criação de Miguel Graça, Pedro Caeiro e do próprio). Em Maio de 2018 estreou Cassiopeia também de Miguel Graça (criação de Pedro Caeiro, David Esteves, Maria Leite e Miguel Graça) e em Junho de 2018 O Novo Mundo, espetáculo d’Os Possessos na Culturgest com encenação de João Pedro Mamede.